Alimentação

Posso Dar Minhas Comidas Para o Meu Cachorro?

13 de junho de 2016

Quem nunca se comoveu com a carinha de dó que o seu cachorro faz quando quer muito alguma das nossas comidas e pensou: “ah, só um pouquinho não vai fazer mal”?

Acredite em mim que a carinha de satisfação que ele faz quando damos o que ele pede não compensa se tivermos que leva-lo ao veterinário quando ele estiver passando mal.

Você pode se surpreender sobre como uma simples cebola pode prejudicar a saúde do seu cachorro de tal forma que ele terá que ficar em repouso durante um longo período de recuperação devido ao dano grave no seu sistema digestivo.

Este post vai lhe mostrar quais comidas para humanos você não pode dar ao seu cachorro sob nenhuma circunstância, mesmo que seja deliciosa e que o seu pet esteja praticamente implorando a você por um pedaço!

| Comidas que NUNCA devem ser dadas ao seu cachorro |

 Por mais que você ame demais o seu cãozinho e queira deixa-lo feliz compartilhando sua comida, saiba que há uma lista de alimentos que são proibidas para ele pela simples razão de que eles podem causar problemas graves de saúde ao animal de muitas maneiras. Algumas vezes, os efeitos podem ser piores do que imaginamos.

VEGETAIS

Vegetais como cebolas, cebolinhas, alhos, cogumelos, tomate e batata podem ser muito prejudiciais à saúde do animal. Explicando de uma forma simples, alguns destes alimentos possuem uma substância chamada tiossulfato que ataca as células vermelhas sanguíneas (hemácias) do cachorro. Não importa se ele está cru, cozido ou desidratado, as consequências são as mesmas. Além de irritar o sistema gastrointestinal do pet, o tiossulfato viaja até a corrente sanguínea, atacando os glóbulos vermelhos. Isso pode causar anemia hemolítica no animal.

Certamente, se a ingestão de cebola ou alho for pequena, o número de hemácias voltará logo ao normal. Porém, se a ingestão for grande, seu cachorro pode ficar anêmico.

O tomate verde e a batata, principalmente a inglesa, contêm uma substância chamada solanina, que é um tipo de glicoalcalóide que atua no mecanismo de defesa da planta contra a ação de insetos e microrganismos. A solanina é muito tóxica para o cão. Ela pode causar problemas gastrointestinais e depressão no cogumelosistema nervoso central.

ATENÇÃO: Muitos cogumelos são prejudiciais inclusive aos humanos, causando muita salivação, problemas cardíacos e nervosos, e até mesmo morte.

Por isso, mesmo que você não dê esse alimento espontaneamente ao seu cachorro, cuide ao passear com ele, pois em época de muita chuva, os cogumelos nascem rapidamente em gramados, e seu pet pode comê-lo sem que você perceba.

BEBIDAS ALCOÓLICAS

Você pode achar fofo e engraçado dar um pouquinho da sua cerveja, vinho, licor para o seu cachorro tomar, porém os efeitos do álcool no cérebro e fígado dos animais são os mesmos que nos seres humanos, com o adicional de serem piores, principalmente para os cães de porto pequeno. Ao ingerirem álcool, os animais podem ter diarreia, vômitos, dificuldade respiratória, problemas de coordenação motora, e em casos mais graves, coma e até morte.

CHOCOLATE

chocolateO chocolate possui bromina, que é a substância responsável pelos efeitos nocivos nos pets. Ela está presente tanto nos grãos de cacau crus quanto nos fritos. Os efeitos podem aparecer cerca de 6 a 12 hora após a ingestão do chocolate, e podem variar desde hiperatividade, sede excessiva e urinação frequente até tremores, espasmos nos músculos e febre. Em casos mais graves, o cachorro pode entrar em coma e morrer.

A quantidade de chocolate capaz de produzir intoxicação depende tanto do tamanho do cachorro, quando da idade e o estado de saúde. Além disso, o tipo de chocolate influencia, pois alguns possuem porcentagens maiores ou menores de cacau.

DOCES DIETÉTICOS

Muitos doces como chicletes, balas, cookies e até sucos artificiais, etc., possuem uma substância artificial chamada xilitol, adicionada justamente para dar o sabor doce a ele. Se o seu cachorro ingerir algum desses alimentos, o xilitol presente fará com que a secreção de insulina aumente e o nível de glicose no sangue do cachorro caia consideravelmente. Por fim, o animal pode entrar em coma hiperglicêmico.

Alguns sintomas de intoxicação por xilitol são vômitos, diarreia, descoordenação motora, tremores e convulsões.

BEBIDAS COM CAFEÍNA

A cafeína, presente no café, energéticos, bebidas com cacau e em vários refrigerantes, pode ser letal para o cachorro. Ao ingerir qualquer bebida desse tipo, independente da quantidade, o animal pode ter uma reação parecida com envenenamento. Os principais sintomas são agitação, palpitações cardíacas, respiração acelerada, tremores, convulsões e até sangramento.

ABACATE

O abacate é consideraabacatedo o alimento mais prejudicial aos cachorros. De acordo com a Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais (ASPCA), o abacate contém uma toxina chamada persina, que é uma substância fungicida que protege a planta contra ataque de fungos.

Seu cão pode apresentar vômitos, diarreia, letargia, dificuldade de respirar e até alteração nos batimentos cardíacos, caso ele coma esta fruta.

 –

UVAS E PASSAS

A toxina que causa efeitos nocivos à saúde do cachorro ainda é desconhecida. Porém, há relatos de casos de morte por falência renal de cachorros que ingeriram uvas. Os principais sintomas da intoxicação por uvas ou passas são sede excessiva, seguida de poliúria (muita urinação), diarreia, apatia, vômitos e perda de apetite. Algumas raças de cachorros não são afetadas pelo consumo de uvas ou passas, mas não se sabe ao certo quais são. Sendo assim, é recomendado que você não ofereça essa fruta ao seu cãozinho.

MASSAS CRUAS

massa crua

Massas cruas, como a de pão ou bolo, não devem ser ingeridas pelos cachorros. Se um filhote de cachorro come massa crua, ela continua a fermentar no estômago do animal, gerando gases que se acumulam e podem causar uma distensão mecânica do estômago e dos intestinos. Os principais sintomas são barriga inchada, vômitos, diarreia e obstrução intestinal.

Se você mesmo não come massa crua, não ofereça ao seu animal, e atente-se ao deixar a massa descansando sozinha para que o cãozinho não “roube” uma parte dela quando você não estiver vendo.

SEMENTES DE FRUTAS

As sementes  e caroços de frutas como maçãs, pêssegos, ameixas e damascos, não fazem bem à saúde dos cães. Embora a intoxicação seja muito baixa, ela não deve ser negligenciada. Você não precisa se desesperar se o seu animal comer uma maçã com semente ou uma cereja, mas atente-se se ele começar a comer muito algum tipo dessas frutas. Ele pode apresentar dilatação da pupila, taquicardia, dificuldade de respirar, problemas de pele e coma em casos mais graves.

OSSOS

 Por mais controveossorso que isso pareça, alguns ossos de frangos, porcos ou peixes podem causar danos à saúde do seu pet, principalmente se a ingestão é alta. Seu cachorro pode ter uma constipação intestinal grave, irritação do cólon e reto, e defecação dolorosa.

Além disso, os animais não mastigam direito antes de engolir, por isso, os ossos podem causar ferimentos ou perfurar o estomago do cão se as bordas estiverem afiadas.

ATENÇÃO: Os únicos ossos que são recomendados para os cães são os bovinos, caso eles sejam cozidos e não tenham nenhum tipo de condimento.

ALIMENTOS SALGADOS OU GORDUROSOS

Esses dois tipos de alimentos são tão prejudiciais aos cachorros quanto aos humanos. Se seu pet for alimentado frequentemente com comidas salgadas ou gordurosas, como batatas-fritas, bacon, salgadinhos, entre outros, ele poderá desenvolver problemas estomacais, no fígado ou na vesícula biliar. Em casos mais graves, o pâncreas pode ser afetado, além do Sistema cardiovascular.

Ainda, a ingestão de grandes quantidades de comidas salgadas e gordurosas podem causar vômitos e diarreia.

NOZES DE MACADÂMIA

nozes macadamia

As nozes de macadâmia possuem uma toxina não identificada, mas que afeta os sistemas digestivo e nervoso de um cachorro.

Além disso, pode prejudicar os músculos, pois o animal pode ficar paralisado. Pouca quantidade dessa noz já é capaz de intoxicar seu pet, aproximadamente 12 horas após a ingestão.

Os principais sintomas são vômitos, fraqueza muscular, tremores e febre.


|COMIDAS QUE NÃO SÃO RECOMENDADAS PARA SEU CACHORRO|

Há certos tipos de alimentos que podem não causar danos tão graves quanto os da lista anterior, porém, ainda não são recomendados para os cães. São outros exemplos de que uma dieta controlada é um aspecto muito importante do cuidado à saúde do animal.

RAÇÃO PARA GATO

Como diz o nome da descrição acima, a ração é PARA GATOS. Sendo assim, os nutrientes mudam de acordo com as necessidades de cada animal. As rações secas para felinos possuem mais proteínas e mais gordura do que a ração seca para cães, portanto, um cachorro que come ração para gato pode tornar-se obeso e ter alergias alimentares.

LEITE E PRODUTOS LÁCTEOS

Os leites e derivadosleite não são recomendados, pois da mesma forma que alguns humanos possuem intolerância a lactose, alguns cães também podem ter.

Dessa maneira, ao ingerirem leite, eles podem vomitar ou ter diarreia.

Qualquer tipo de queijo também faz mal à saúde dos cachorros, pois são muito ricos em gordura.

OVOS CRUS

Ovos crus são um risco à saúde humana e dos pets por muitas razões. Primeiramente, os ovos podem estar infectados com patógenos como Salmonella e E. Coli, as quais podem causar doenças no trato digestivo muito sérias no animal, provocando diarreia e vômitos. Além disso, os ovos brancos podem causar deficiência de biotina, prejudicando a pele do cachorro na forma de coceira, eczemas, etc. O pelo do animal pode mudar de cor, e a pele pode ficar mais fina.

 PEIXE / CARNE CRUA

carne

Ainda pensando nos problemas que os humanos podem ter ao ingerir carne crua, da mesma forma os pets podem ter prejuízos à saúde. Peixes crus possuem uma substância que impede a absorção da vitamina B1, portanto, um cachorro que ingerir esse tipo de carne pode ter dor muscular, problemas cardíacos e digestivos, além de hipotermia em alguns casos.

Carne de porco crua é muito gordurosa, e o pet que ingeri-la em grandes quantidades pode tornar-se obeso e ter outros problemas de saúde devido a isso. Ainda, o porco é um hospedeiro de muitos parasitas, e caso sua carne esteja crua, o cachorro pode ser infectado por vários parasitas, que causarão doenças, como a triquinose. Os principais sintomas dessa doença são diarreia, cólicas abdominais, fadiga, náusea e vômitos.


As comidas indicadas em ambas as listas deste post devem ser evitadas pelo seu cachorro. Enquanto as comidas proibidas muito provavelmente causarão danos à saúde do seu animal se ingeridas eventualmente, as comidas não recomendadas não devem ser consumidas em grande quantidade.

Entretanto, se você evitar ambas as categorias de alimentos, você certamente fará uma diferença na condição de saúde e bem-estar do seu animal. Lembre-se que um cachorro feliz é um cachorro saudável, e não aquele que tem todas as suas vontades realizadas. Só você sabe o que é melhor para ele.


Leia também: 11 Situações Em Que Você Deve Trocar a Ração do Seu Pet


Fontes:

  • www.dogforum.net
  • dogsaholic.com
  • www.peteducation.com
  • tudosobrecachorros.com.br

 

Artigo Anterior
Próximo Artigo
Compartilhe nas redes sociais!

Você também pode gostar

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário